Mulher branca de cabelos escuros longos, com colar feio artesanalmente.

Aline Camila

Algumas definições de empreendedorismo:

1. Significa empreender, ser empreendedor, resolver um problema ou situação complicada. É um termo muito usado no âmbito empresarial e muitas vezes está relacionado com a  criação de empresas ou produtos novos.

2. Disposição ou capacidade de idealizar, coordenar e realizar projetos, serviços, negócios.

3. Inciativa de implementar novos negócios ou mudanças em empresas já existentes, geralmente com alterações que envolvem inovação e riscos.

Todas essas definições que encontramos nos dicionários são muito técnicas e nos dão a impressão de que só é possível empreender se eu trabalhar em uma grande empresa e conseguir provocar grandes mudanças nela, ou se eu abrir a minha própria empresa e tiver várias pessoas trabalhando para mim.

Mas empreendedorismo é algo bem mais amplo que isso.

Empreendedor

Para que haja uma atitude empreendedora,  é necessário um agente empreendedor, que pode ser eu, você ou qualquer pessoa.

“Um empreendedor é uma pessoa que imagina, desenvolve e realiza visões” – Filion, 1999, p.19.

Numa visão mais criativa do significado de empreendedor:

Podemos entender como empreendedor aquele que inicia algo novo, que vê o que ninguém vê, enfim, aquele que realiza antes, aquele que sai da área do sonho, do desejo, e parte para a ação.

De todas as definições de empreendedor que eu encontrei, a que mais “combina” comigo e creio que com a maioria dos artesãos é a da professora Maria Inês Felippe, que defende a ideia de que:

“O empreendedor, em geral, é motivado pela auto-realização e pelo desejo de assumir responsabilidades e ser independente. Considera irresistíveis os novos empreendimentos e propõe sempre idéias criativas, seguidas de ação.  A auto-avaliação, a autocrítica e o controle do comportamento são características do empreendedor que busca o autodesenvolvimento.”

Para se tornar um empreendedor de sucesso, é preciso reunir:

· Imaginação;

· Determinação;

· Habilidade de organizar;

· Habilidade de liderar pessoas;

· Habilidade de conhecer tecnicamente etapas e processos.

Maria Inês ainda define o empreendedor como sendo:

“Aquele que está sempre pronto para trazer e gerir novas idéias, produtos, ou mudar tudo o que já existe. É um otimista que vive no futuro, transformando crises em oportunidades e exercendo influência nas pessoas para guiá-las em direção às suas idéias. É aquele que cria algo novo ou inova o que já existe e está sempre pesquisando. É o que busca novos negócios e oportunidades com a preocupação na melhoria dos produtos e serviços. Suas ações baseiam- se nas necessidades do mercado.”

A pessoa nasce empreendedora?

Segundo Fernando Dolabela, a tese de que o empreendedor é fruto de herança genética não encontra mais seguidores nos meios científicos.

Na verdade ninguém nasce empreendedor. O contato com família, escola, amigos, trabalho, sociedade vai favorecendo o desenvolvimento de alguns talentos e características de personalidade e bloqueando ou enfraquecendo outros. Isso acontece ao longo da vida, muitas vezes ao acaso, pelas diversas circunstâncias enfrentadas.

“O empreendedor é um ser social, e assim sendo é fruto da relação constante entre os talentos e características individuais e o meio em que vive.”

Agora que você sabe que pra ser um empreendedor não depende de herança genética, mas sim do que você aprende ao longo da sua vida e de como você se posiciona frente a esse aprendizado e das oportunidades que a vida lhe oferece, vamos ao PONTO que eu quero detalhar com você:

Você quer continuar trabalhando para enriquecer o seu patrão, ou quer mudar de vida e trabalhar pra você mesmo, com algo que você goste de fazer?

Se você prefere a segunda opção, continue aqui que vou lhe dar algumas dicas de como você pode fazer isso.

Para ser um empreendedor, ter apenas vontade não é o suficiente. Ter um negócio seu exige conhecimento e dedicação.

Como empreender na área de artesanato?

Fazer artesanato há alguns anos atrás, era apenas um hobby para a maioria das pessoas. Existiam aquelas que faziam em maior quantidade mas só tinha como vender na sua própria comunidade. Não havia a possibilidade de vender para pessoas de outras cidades e menos ainda de outros estados.

Os que produziam, geralmente se localizavam no interior, onde as pessoas não valorizam o artesanato. E os “bons”compradores, estavam nos grandes centros, e não era possível uma ligação entre esse produtor(artesão) e o comprador que valoriza e paga mais por esse artesanato.

Se você está gostando desse artigo,venha fazer parte da nossa lista VIP. 

Receba as nossas dicas GRATUITAS sobre como utilizar as novas mídias para vender o seu artesanato. Para receber nossa dicas direto no seu whatsapp clique na imagem abaixo e me envie um zap como seu nome e o tipo de artesanato que você faz!

 

Escalope rosa com a frase quero ser vip agora em branco!

 

Seja VIP e fique por dentro de todas as nossas novidades

Veja também alguns artigos como:

 Crochê como profissão

Descubra os diversos nichos do scrapbook!

Patchwork, Patchaplique e Prensa Térmica

Pintura em tecidos

Produção de casamentos  usando produtos artesanais

Espaço KIDS em casamento.

Visão periférica e casamento.

Vintage, Rústico, Boho e Shabby chic

 

Com o “BUM” da internet nos últimos anos, esse cenário está mudando radicalmente. Nunca se viu tanto conteúdo disponível sobre as mais diversas técnicas, para quem está interessado em aprender.

Ainda é possível encontrar revistas de PAP(passo a passo) nas bancas, mas a tendência é que a produção delas diminua ano a ano. Na era da internet é muito mais fácil procurar no google ou no youtube o que eu quero aprender. Mas além desses meios de busca de conhecimento, nos últimos anos surgiram os INFOPRODUTOS.

O que é um infoproduto?

Qualquer tipo de produto/informação digital, onde você não consegue pegar com as mãos, que possa ser vendida ou disponibilizada gratuitamente em forma de arquivo para download através da internet.

Exemplos: apostilas e livros digitais (e-books), softwares para PCs, vídeos, músicas, áudios e programas de computador.

Uma apostila que há alguns anos eu comprava e ela levava 15, 20 dias para chegar, hoje eu faço o download em alguns segundos e já posso começar a estudar.

Estamos vivendo na era da informação, onde não preciso mais sair de casa para estudar, para aprender uma técnica nova ou até mesmo para vender meu artesanato para uma pessoa que mora em outro estado há milhares de km de distância.

Está em nossas mãos buscar conhecimento e transformar nossas vidas, independente de idade, classe social ou localização geográfica.

· Se você é jovem, ou uma vovozinha, o artesanato, aliado há alguns conhecimentos sobre o mundo moderno pode transformar a sua vida.

· Não importa se você tem ou não dinheiro para investir. Existem técnicas que exigem materiais mais caros, mas também existem aquelas que são feitas com materiais reciclados e que o custo de produção inicial é muito baixo.

· Você pode morar no meio da floresta amazônica, mas se tiver sinal de internet, o conhecimento está ali, há um clique de distância.

Mas como adquirir esse conhecimento para que eu possa empreender no mundo do artesanato?

O fato de ser professora, sempre me levou a querer “ensinar” as pessoas. O que percebo, é que existe muita informação disponível na internet, porém cada uma em um lugar. E  foi pensando nisso que eu resolvi criar o Ateliê Escola de Empreendedorismo e Artesanato.

O objetivo do Ateliê Escola é oferecer a você leitor e artesão, conteúdos que possam te dar um norte, te auxiliar desde a escolha da técnica que você vai trabalhar, até como você abrir sua loja online, como vender através do facebook, do instagram, como usar vídeos para vender mais, como produzir seu primeiro e-book, e futuramente como criar o seu próprio infoproduto. Tudo em um só lugar, possibilitando a você economia de tempo com pesquisa, e assim você poderá gastar o seu  tão precioso tempo com a sua família ou com algo que te deixa mais feliz.

Todos os nossos artigos são elaborados para atender às suas necessidades de conhecimento. Portanto, o seu comentário é muito importante pra nós!

Deixe abaixo a sua crítica, sugestão e o que mais desejar para que possamos cada vez mais produzir conteúdo útil e pra você artesã.

Tchau e até o próximo artigo!

Aline Camila.