Mulher branca com cabelo curto escuro, usando óculos.

Dirce Melo

Hoje falaremos sobre estilos.  Mas o que é, como escolher, como definir um estilo para uma festa?

É fácil, uma noiva precisa saber que o estilo na decoração de casamento é uma forma da pessoa imprimir muito da sua personalidade, precisa ter bem claro seus gostos, seus desejos e ver qual estilo está mais próximo do que  ela deseja ver no seu grande dia e aí é só escolher.

A artesã que já trabalha ou deseja desenvolver projetos para noivas tem de conhecer bem os estilos e tendências. Conhecer bem esse universo ajuda a oferecer produtos alinhados com a natureza do evento.

Até certo tempo atrás, tomava-se um cuidado especial, principalmente em cerimônias de casamento, para que tudo fosse simétrico.

Numa cerimônia na igreja, o lado esquerdo tinha que estar tal qual o direito, com as mesmas flores, cores e tamanhos e sempre com o mesmo espaçamento e um frente ao outro. 

Preciso dizer que para minha personalidade era sofrido, pois gosto de tudo mais solto, mais leve, mais natural.

Talvez por isso os estilos vintage, rústico, boho chic e shabby chic despertem tanto a minha atenção. Tais estilos favorecem a aplicação do conceito DIY (Faça Você Mesmo), e para nós artesãos isso quer dizer muita coisa.

Há uma fatia nesse mercado de casamento para o mundo do artesanato. O conhecimento é muito importante. Conheça cada estilo e descubra os produtos que podem ser oferecidos.

Vamos aos estilos:

Vintage

Remete às décadas passadas, onde o antigo e a excelência na qualidade são exaltados. Roupas, calçados, carros, mobiliários e peças decorativas, são itens permeados de muito romantismo.

Lembre-se que as peças pintadas apresentam-se num desgaste natural e são facilmente reproduzidas dentro do artesanato. Bandeirolas, letras, molduras, porta-guardanapo, garrafas maletas com gravuras de época, cabides, gaiolas, caixas, latas, corações de tecido, placas fazem parte desse estilo.

Treine seu olhar para enxergar além de uma simples peça, para ver possibilidade.

 

Estilo Vintage: Remete às décadas passadas, onde o antigo e a excelência na qualidade são exaltados

 

Rústico

Traz à memória o campo, a fazenda, o espaço rural. Os pesados móveis de madeira que já gastos pelo tempo, apresentam suas marcas profundas. 

A juta, a palha, os tons escuros, as mantas nos sofás, as velas, as colchas de retalhos, a colher de pau, os tachos em cobre, peças de cerâmicas, cestos e poltronas em vime fazem parte de um ambiente simplesmente acolhedor.

 

Mesa de bolo estilo rústico: Os pesados móveis de madeira que já gastos pelo tempo, apresentam suas marcas profundas.

 

 

Boho chic

Encontrou lugar na decoração de casamento. Descontraído, mas sofisticado, combinação perfeita entre o bucólico, ligação com a natureza e o romântico pela riqueza de detalhes.

 

Estilo Boho Chic:  Descontraído, mas sofisticado, combinação perfeita entre o bucólico, ligação com a natureza e o romântico pela riqueza de detalhes.

 

O que é marcante nesse estilo é a presença forte das cores dos elementos que se misturam harmoniosamente. Almofadas, lanternas, guirlandas, tiaras, peças em vidros coloridos (garrafas).

Shabby chic

É o mais delicado, cheio de romantismo. O que diferencia o shabby do vintage é a originalidade do shabby. As peças se apresentam tais como são em seus desgates e puídos e o charme desse estilo fica por conta dos tons claros, das rendas, das fitas, das pérolas, das estampas florais leves.

 

Mesa delicada estilo Shabby Chic: É o mais delicado, cheio de romantismo. O que diferencia o shabby do vintage é a originalidade do shabby. As peças se apresentam tais como são em seus desgates e puídos e o charme desse estilo fica por conta dos tons claros, das rendas, das fitas, das pérolas, das estampas florais leves.

 

Para você que desenvolve produtos para noivas é importante conhecer bem cada estilo, pois assim poderá personalizar cada vez mais suas peças e surpreender o cliente. Seja caixas, lembrancinhas, bolos, doces… Usar materiais que realce o estilo é deixar claros o seu conhecimento sobre o assunto. Não esqueça nunca de ouvir bem a noiva. Lembre-se sempre de que deve interpretar os desejos dela.

Se você está gostando desse artigo,venha fazer parte da nossa lista VIP. 

Receba as nossas dicas GRATUITAS sobre como utilizar as novas mídias para vender o seu artesanato. Para receber nossa dicas direto no seu whatsapp clique na imagem abaixo e me envie um zap como seu nome e o tipo de artesanato que você faz!

 

Escalope rosa com a frase quero ser VIP agora em branco.

 

 

 

Seja VIP e fique por dentro de todas as nossas novidades

 

Veja também alguns artigos como:

Como superar a perda do emprego e viver de artesanato.

 Crochê como profissão

Descubra os diversos nichos do scrapbook!

Patchwork, Patchaplique e Prensa Térmica

Pintura em tecidos

Produção de casamentos  usando produtos artesanais

Espaço KIDS em casamento.

Visão periférica e casamento.

 

Talvez você esteja pensando no que já faz ou conhece de produtos nesse mercado para as noivas. Já disse no artigo anterior e volto a repetir a necessidade de um olhar mais apurado para descobrir novas oportunidades, aí está a grande sacada.

Vou dar um exemplo do que é um olhar apurado de que tanto tenho falado. Pode parecer bobo! Meu esposo ainda atua nesse meio de decoração de festa. Outro dia, numa cerimônia, um cachorrinho entrou com as alianças. Como você imagina um cachorrinho entrando com as alianças? 

A resposta que você encontrar pode ser uma solução e essa solução é o produto que você vai desenvolver. Para esse excêntrico casamento, foi criada uma guirlanda especial no lugar da tradicional coleira. Parece bobo?  Parece, mas são nos detalhes que surgem as grandes oportunidades.

Lembro-me de que há seis anos, uma decoradora nos procurou porque a noiva queria que seus sobrinhos com menos de dois anos levassem as alianças. Meu esposo criou um modelo de carrinho para dois bebês sentados e com um cabo para que outra criança maior o conduzisse. Hoje vendemos para todo o Brasil.

Hoje, a minha intenção é incentivar você a criar uma linha de produtos dentro de um estilo que você tenha mais afinidade. Tenho certeza de que ao conhecer qualquer um dos estilos aqui apresentados, muitas ideias surgirão, como aconteceu comigo enquanto escrevia esse artigo.

Talvez surjam ideias para outro campo de atuação, não tem problemas, vá em frente, anote-as, pesquise e parta para a prática. Poderá ler novamente o artigo anterior, onde sugeri algumas ideias de produtos que poderá fazer e vender.

Espero ter ajudado e espero seu comentário e sugestões para os próximos artigos.

Até lá, beijos!

 

Dirce Melo.